Queda na avaliação do governo Dilma 'é momentânea', diz ministra Ideli Salvatti

Segundo pesquisa Datafolha, índice dos que consideram governo de Dilma ruim ou péssimo passou de 24% para 44%

Por O Dia

Dilma em reunião de cúpula do Mercosul na ArgentinaReuters (arquivo)

Brasília - A queda na avaliação do governo da presidenta Dilma Rousseff, apontada pela pesquisa DataFolha, é “momentânea”, disse há pouco a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvatti.

Segundo pesquisa Datafolha divulgada sábado, o percentual daqueles que avaliam o governo da presidenta Dilma como ótimo ou bom caiu de 42% para 23% e o índice dos que consideram ruim ou péssimo passou de 24% para 44%.

Ao participar de evento no Superior Tribunal Militar, Ideli Salvatti disse estar convencida de que, passada a fase de “ajustes” promovidos pelo governo, a avaliação do governo deve se recuperar ao longo do ano.

“Avaliações são sempre momentâneas e estamos absolutamente convencidos de que vamos recuperar [a confiança do eleitor] com as medidas que vão ser adotadas ao longo deste primeiro ano de segundo mandato da presidenta”, disse a ministra.

Para Ideli, “as conjunturas” – como o anúncio da elevação de impostos e as denúncias de corrupção na Petrobras – tiveram impacto nas avaliações da população. “Mas da mesma forma que impactam negativamente, as ações que serão adotadas e praticadas pela governo da presidenta Dilma, não tenho a menor dúvida, farão sua avaliação subir novamente”, argumentou a ministra.

Datafolha registra queda de popularidade de Dilma

Últimas de _legado_Brasil