Por felipe.martins

São Paulo - O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou nesta quarta-feira que o partido irá processar o ex-gerente da Petrobras Pedro José Barusco Filho. Em depoimento de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato, Barusco disse que o PT recebeu entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões em propina paga pela estatal.

“Nós vamos fazer uma interpelação cível e criminal contra esse bandido Pedro José Barusco Filho”, disse Falcão. Ele informou que o PT irá adotar a mesma postura com todos os que fizerem declarações “sem provas”, o que seria, de acordo com ele, o caso. Falcão disse ainda que todas as doações recebidas pelo partido foram legais e declaradas Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Falcão disse que PT vai entrar com ações civil e criminal contra delatorAgência PT

O líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), e um grupo de deputados do partido, entregaram ontem à vice-procuradora-geral da República, Ela Wiecko, um pedido para que o Ministério Público investigue casos de corrupção e o pagamento de propina na Petrobras no período do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Os petistas alegam que o Ministério Público estaria fazendo uma investigação “dirigida e ilegal” com fins “político-partidários”. Barusco disse que começou a receber propina ainda em 1997. “Causa surpresa e estupefação que não tenha havido qualquer indagação nem aprofundamento pelos agentes de investigação", diz o pedido.

Você pode gostar