Banco suíço indeniza a prefeitura de São Paulo para sair de ação contra Maluf

UBS é acusado de movimentar dinheiro de origem corrupta no período que o político esteve à frente da prefeitura

Por O Dia

São Paulo, SP - Acusado de movimentar dinheiro oriundo de meios corruptos do ex-prefeito da capital paulista Paulo Maluf, o banco suíço UBS assinou, nesta sexta-feira, um acordo com o Ministério Público de São Paulo para se livrar de um processo criminal envolvendo o político. A instituição irá pagar US$ 10 milhões (R$ 28,5 milhões) para a prefeitura de São Paulo.

Banco teve que pagar R$ 28,5 milhões para a prefeitura da capital paulistaReprodução Internet


A indenização foi a condição para que o banco se livrasse do processo. Paulo Maluf nega as acusações de corrupção e diz que nunca teve dinheiro ilegal fora do Brasil. O inquérito foi instaurado em 2001, através do MP de São Paulo, para apurar desvios de verbas durante a construção de um túnel e de uma importante avenida da capital e da remessa de valores enviados para o exterior durante a gestão de Maluf na prefeitura, entre 1993 e 1996.

Últimas de _legado_Brasil