PF busca acusados de cometer crime contra o Sistema Financeiro Nacional

Empresas com sede na Flórida e controladas por empresário de Sorocaba estariam envolvidas em transações financeiras suspeitas de envio clandestino de dólares aos EUA e à China

Por O Dia

Brasília - A Polícia Federal realiza nesta terça-feira a Operação Flórida com o objetivo de desmontar uma organização criminosa que praticava crimes contra o Sistema Financeiro Nacional. Cerca de 200 policiais federais cumprem 9 mandados de prisão, 49 mandados de busca e 33 mandados de condução coercitiva, expedidos pela 2ª Vara Criminal Federal de Sorocaba, nos municípios paulistas de Sorocaba, São Paulo, Itapetininga, Itu, Indaiatuba, Araçoiaba da Serra, Salto de Pirapora, Guarujá, Itapeva e Franca.

A investigação, que contou com a cooperação internacional do Serviço Secreto dos Estados Unidos, iniciou-se em abril de 2014, a partir da informação de que três empresas norte-americanas, sediadas na Flórida e controladas por um empresário de Sorocaba, em São Paulo, estariam envolvidas em transações financeiras suspeitas de envio de dólares aos EUA e à China, clandestinamente.

Os interessados em enviar recursos ao exterior se utilizavam do esquema, que utilizava de empresas de fachada e sócios “laranjas” ligados à organização criminosa.

Todos os presos e conduzidos coercitivamente estão sendo ouvidos nas unidades da PF mais próximas dos locais do cumprimento dos mandados. Outras pessoas serão intimadas a comparecer na Delegacia de Polícia Federal em Sorocaba para serem ouvidas sobre suas relações com o grupo criminoso.

Ao longo da investigação já foram indiciadas 50 pessoas pela prática de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, lavagem de dinheiro, constituição de organização criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Últimas de _legado_Brasil