OAB apresenta propostas de combate à corrupção para a presidente Dilma

Presidente da OAB disse que Brasil vive crise ética e é preciso usar esse momento como oportunidade para fazer mudanças

Por O Dia

Brasília - A direção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) apresentou nesta terça-feira à presidenta Dilma Rousseff propostas do Plano de Combate à Corrupção elaborado pela entidade. Entre os itens estão o fim do financiamento empresarial a candidatos e partidos políticos e a criminalização do Caixa 2 de campanha eleitoral. As propostas foram apresentadas pela OAB no momento em que o governo se prepara para enviar ao Congresso Nacional um pacote de medidas de combate à corrupção.

O presidente da OAB, Marcus Vinícius Furtado, disse que o Brasil vive uma crise ética e é preciso usar esse momento como uma oportunidade para fazer mudanças. “A população exige que sejam adotadas providências concretas, reais e efetivas, para mudar a estrutura do estado brasileiro que viabiliza esse tipo de conduta, esta corrupção impregnada em todos os entes da Federação e que deve ser combatida de forma sistêmica”, disse Furtado.

Marcus Vinícius Furtado diz que Brasil vive crise ética e é preciso usar esse momento para fazer mudançasFabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Segundo o presidente da OAB, Dilma demonstrou receptividade a algumas das medidas. Ele, no entanto, evitou detalhar que medidas tiveram a simpatia da presidenta e se ela se comprometeu a incluir sugestões da entidade no pacote elaborado pelo governo. As propostas da OAB serão apresentadas também a líderes de partidos.

Outras medidas do Plano de Combate à Corrupção da OAB são o cumprimento da ordem cronológica no pagamento das contas públicas; a redução dos cargos de livre nomeação no serviço público com priorização dos servidores de carreira e concursados; e a instituição da existência de sinais exteriores de riqueza incompatíveis com a renda e o patrimônio como causa para perda de cargo público e bloqueio de bens.

Últimas de _legado_Brasil