Menor decapita colega de escola com uma faca

Crime foi motivado por ciúme, segundo acusado. Sua mãe descobriu tudo e entregou o filho para a polícia

Por O Dia

Menor foi entregue pela própria mãe após cometer o crimeDivulgação

Pernambuco - Mais um caso de assassinato provocado por ciúme chocou a população de Pernambuco apenas 24 horas depois de um crime parecido. Na sexta-feira, José Galdino de Moraes Neto, de 16 anos, foi executado na saída do colégio, em Goiana (PE), por um colega de turma, que também é menor de idade e está apreendido. No dia anterior, uma jovem havia sido morta pelo namorado em outra cidade do estado do Nordeste — o criminoso também já foi capturado.

Em depoimento na delegacia de Goiana, o menor infrator contou que José Galdino estava paquerando a namorada dele, por isso resolveu matar o garoto usando uma faca. O crime chocou a região e lembrou as atrocidades cometidas pelos terroristas do Estado Islâmico, que costumam matar suas vítimas decapitadas.

De acordo com a polícia, após esfaquear a vítima, o menor degolou José Galdino. Depois, o acusado foi normalmente para casa, onde tomou banho e se arrumou para sair com a namorada, motivo da discussão. No entanto, a mãe do autor do homicídio soube do crime e segurou o filho até a chegada da polícia.

Ainda segundo informações dos agentes, a namorada não estava presente na hora da execução. O menor foi apreendido em flagrante e está no CENIPE, no Recife, onde aguarda audiência, que deve acontecer em 45 dias.

No último sábado, Renato Guilherme da Silva, de 24 anos, foi preso acusado de degolar a namorada, Patrícia Pereira da Silva, de 20, depois de uma crise de ciúmes em Angelim, no agreste pernambucano. Ele foi localizado no mesmo local onde matou a namorada, na quinta-feira passada. O suspeito teria flagrado conversa de Patrícia por WhatsApp com outro homem. Familiares da vítima, que protestaram na porta do fórum da cidade, disseram que Renato era muito agressivo.

Últimas de _legado_Brasil