Por bferreira

Rio - A abertura do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff (PT), segundo pesquisa Datafolha, conta com apoio de 63% dos entrevistados. Outros 33% são contrários a saída da presidenta, enquanto apenas 4% não deram opinião. No entanto, a maioria (64%), segundo a pesquisa, não acredita que Dilma será afastada do cargo, enquanto apenas 29% acham que ela perderia a faixa presidencial. A consulta ouviu 2.834 pessoas na última sexta-feira. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Pesquisa revela que população não sabe quem entraria no lugar de DilmaAndré Luiz Mello / Agência O Dia

O levantamento revelou uma outra situação. Pela pesquisa, a população brasileira demonstra grau de desconhecimento em relação ao desfecho político, caso a presidenta seja mesmo afastada do Palácio do Planalto. Dos que defendem o impeachment de Dilma, apenas 37% têm consciência de quem assumiria o cargo no lugar dela. Metade deste grupo, revela a pesquisa, não sabe o nome do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), e que ficaria no cargo de presidente. Apenas 10% dos entrevistados citaram nominalmente Temer com o sucessor de Dilma, se houvesse um afastamento da petista.

A pesquisa foi divulgada pelo site da Folha de S.Paulo um dia antes das manifestações que estão marcada para hoje. O levantamento mostra que o apoio aos protesto é está na casa dos 75%.

Você pode gostar