Por bferreira

Rio Grande do Sul - Disputa pelo controle do tráfico de drogas pode ter sido a motivação do assassinato de seis jovens, entre eles quatro menores de idade, no começo da madrugada de domingo no Rio Grande do Sul. Há ainda dois feridos, um deles em estado gravíssimo. A Polícia Civil gaúcha seguirá esta linha de investigação para chegar aos autores da chacina que ocorreu na Pousada Celomar, em Cidreira, no litoral norte do estado. Facções rivais estariam em conflito pela venda de entorpecentes no bairro Nazaré.

Segundo as primeiras informações dos investigadores, os suspeitos do crime invadiram o prédio da pousada e atiraram nos hóspedes. Conforme relato do pai de uma das vítimas, três homens que fizeram os disparos saíram de um carro escuro. Eles fugiram em seguida.

A Polícia Civil relaciona o crime à disputa entre traficantes pelo fato do local ser um conhecido ponto de venda e de consumo de drogas, além de prostituição. De acordo com a polícia, entre as vítimas estão dois homens, de 24 e 26 anos, e quatro menores de idade.

Os nomes das vítimas foram divulgados ontem mesmo pelos policiais. Morrem Lucas Rafael Rodrigues Duarte, 15 anos, Fabiano Soares da Cunha, também de 15, Lucas de Souza da Rocha, 17, Endriqui dos Santos Gaspar, 19, e Andriel Silva Moraes, de 24. Já Roberson Leão, de 26, chegou a receber atendimento médico mas não resistiu aos ferimentos a bala.

Outro jovem também foi alvejado e transferido para o Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre. Uma vítima de 23 anos está internada em estado gravíssimo.

A delegada Ana Luiza Tarouco, responsável pelo caso, disse que as suspeitas recaem sobre componentes de uma facção criminosa que atua em todo o estado e tenta controlar o tráfico em Cidreira. A delegada informou que dos seis jovens mortos, quatro já tiveram passagens pela polícia.

Desde julho de 2001 o Rio Grande do Sul não registrava uma chacina com tantas vítimas. Na ocasião, seis pessoas, de duas famílias, foram assassinadas em Soledade, no Alto Jacuí. Em janeiro do mesmo ano, outras seis pessoas foram mortas em Santa Maria. Em 2015, duas chacinas ocorreram na Região Metropolitana de Porto Alegre. Uma delas, em Alvorada, deixou quatro jovens mortos em 1º de março. Duas semanas depois, três homens foram assassinados no Bairro Sarandi, Zona Norte da capital gaúcha.

Você pode gostar