Por felipe.martins

Rio - O impeachment da presidenta Dilma Rousseff tem o apoio de 77% das 100 mil pessoas que estiveram no domingo na Avenida Paulista, segundo pesquisa do Datafolha realizada durante a manifestação. Ainda de acordo com o levantamento, 83% dos manifestantes votaram em Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da eleição presidencial. Na presidenta, apenas 3%.

O motivo mais citado pelos manifestantes para ir à Paulista, aponta o Datafolha, foi a indignação com a corrupção, reclamada por 33% dos entrevistados. E somente uma em cada dez pessoas estava lá para protestar contra o PT.

Corrupção foi o que mais motivou o protesto de domingo em São PauloDiogo Oliveira / Agência O DIA

No entanto, questionados pelo Datafolha, 96% deles consideram o governo Dilma ruim ou péssimo. 95% afirmaram não ser filiados a nenhum partido. Ainda segundo apurou o instituto de pesquisa, mais de 60% dos manifestantes disseram que estavam repetindo a iniciativa de protestar, pois haviam participado da manifestação de 15 de março.

Apesar disso, a média de idade, no domingo, foi maior. De acordo com o Datafolha, 41% do público presente tinham mais de 51 anos. O número representa o dobro do que se viu na manifestação de março. Ainda de acordo com o levantamento, oito em cada 10 manifestantes tinham ensino superior, 35% trabalhavam com carteira assinada e 41% ganhavam acima de dez salários mínimos.

A avaliação do Congresso Nacional também não é boa: 77% consideram ruim ou péssimo o desempenho dos políticos, 19% acham que é regular e apenas 3% avaliam o trabalho de deputados e senadores como ótimo ou bom. A maioria, 86%, prefere a democracia à ditadura, apoiada por apenas 9% dos que estiveram na Avenida Paulista. Para 3%, tanto faz.

O Datafolha entrevistou 1.320 pessoas na região da Paulista, entre 12 horas e 18 horas de domingo. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Você pode gostar