Por tabata.uchoa

Rio Grande do Sul - O aposentado Luiz Carlos Santos Michel foi atacado por um bugio, espécie de macaco, no Centro de São Borja, no Rio Grande do Sul. Ele precisou levar 30 pontos na cabeça. O macaco fêmea, um dos cinco que vivem entre as árvores no local, atacou por duas vezes o homem que, durante 18 anos, costumava alimentar os animais.

“Eu estava caminhando na calçada e ela se pendurou. Foi horrível na hora, imagina. Veio uma sangueira braba, queria que tu visses”, contou o aposentado. Foi a segunda vez que Michel foi atacado pelos animais. Ele disse que tinha uma banca de jornal na praça. Todos os dias, ele levava banana para a turma comer.No dia em que apareceu sem nada, umas da fêmeas teve uma reação surpreendente. “Até desconfiei que a primeira vez que ela me atacou foi por causa que ela estava com filhote”, afirmou.

Você pode gostar