Jogo critica ação policial em protesto de professores no Paraná

'Rixa, o jogo' mostra professora fugindo de cães e balas de borracha. Game já teve mais de 40 mil acessos

Por O Dia

Rio - Inconformado com a violência dos policiais contra os professores no dia 29 de abril, no Centro Cívico de Curitiba, um estudante de publicidade resolveu protestar de um jeito diferente. Jonathan Soares, de 18 anos, criou o game “Rixa, o jogo”, onde o jogador é uma professora em frente à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) que deve conseguir se manifestar sem tomar bala da polícia ou mordida de cachorro.

LEIA MAIS: Pepe Vargas critica repressão a protesto de professores no Paraná

Professores da rede estadual do Paraná decidem continuar com a greve

A descrição do jogo também afineta a ação policial: “Por quanto tempo você consegue fazer com que uma professora exerça seu direito de manifestação até que policiais a atinjam com balas de borracha ou cachorros a mordam?! #RixaOJogo”. A novidade lançada a pouco mais de dois dias já tem mais de 40 mil acessos.

O protesto de professores em Curitiba aconteceu no último dia 29, no Centro Cívico da cidade. Por causa da repressão policial, 200 pessoas ficam feridas, sendo maioria professores.

Jogo critica repressão policial contra professores em protesto em CuritibaReprodução


Últimas de _legado_Brasil