Por victor.duarte

Brasília - A doleira Nelma Kodama disse, em depoimento à CPI da Petrobras, que o Brasil “é movido pela corrupção". "Quando parou a corrupção [na Petrobras], o Brasil parou”, disse referindo-se às investigações feitas pela operação Lava Jato sobre desvio de dinheiro e pagamento de propina de empreiteiras contratadas pela estatal.

“É o que eu chamo no meu mercado de bike, bicicleta: um santo descobrindo o outro. Estamos na corrupção da Petrobras, dos empreiteiros, e o que aconteceu [quando isso foi descoberto]? O País entrou em crise, numa recessão”, disse. Ela já havia admitido à CPI que praticou evasão de divisas mediantes operações fictícias de importação.

O deputado Izalci (PSDB-DF) perguntou a ela que brechas existem no sistema financeiro que permite operações irregulares de câmbio. “Que mudanças seriam necessárias para evitar evasão de divisas por meio de importações fictícias? Ninguém checa se a importação é verdadeira?”, perguntou.

“Eu também me pergunto. Como pode fazer uma importação e não vir nada? Tem vários tipos [de importação]. O câmbio antecipado, que você paga e depois a mercadoria vem. Só que às vezes não vem”, explicou ela. Nelma Kodama está sendo ouvida pela CPI da Petrobras no auditório do Foro da Seção Judiciária do Paraná.

Você pode gostar