Por fernanda.macedo

Brasília - Os integrantes da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf) que ocupavam desde cedo a sede do Ministério da Fazenda deixaram há pouco o estacionamento do prédio. O edifício continua interditado para perícia. Segundo a administração do local, o acesso será liberado a qualquer momento.

Agricultores familiares chegaram ao Ministério da Fazenda no início da manhã desta terça-feiraAgência Brasil

Os produtores rurais estão voltando para o Parque da Cidade, onde discutirão os resultados da reunião que representantes do movimento tiveram com os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, e da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto. O teor da conversa, que ocorreu no Ministério do Desenvolvimento Agrário, não foi divulgado.

A ocupação foi um protesto contra o corte orçamentário que será feito pelo governo federal. De acordo com informações dos organizadores, participaram da manifestação mais de mil pessoas. A Polícia Militar (PM), no entanto, calculou em 500 o número de ocupantes do edifício.

No momento, o ministro da Fazenda participa no Palácio Itamaraty de cerimônia de assinatura de acordos comerciais entre o Brasil e a China. De lá, Levy segue para a Câmara dos Deputados, onde se reunirá com representantes do PMDB, do PSD e PR. A pauta do encontro é a votação das medidas provisórias do ajuste fiscal.

Leia mais:

Ministro reúne-se com agricultores para discutir reivindicações

Durante protesto, agricultores invadem Ministério da Fazenda

Você pode gostar