Em São Paulo, sem-teto fazem ato em frente à Secretaria de Habitação

Segundo o MTST, as famílias enfrentam processo de despejo. Movimento também pede a prefeitura apresente alternativa

Por O Dia

São Paulo - O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) fez nesta terça-feira um ato em frente à Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo, no centro da cidade. Os manifestantes pedem que as 500 famílias ocupantes do terreno no Jardim Corisco, zona norte, sejam incluídas em programas de moradia.

Segundo o MTST, as famílias enfrentam um processo de despejo e defende que a prefeitura apresente alguma alternativa aos ocupantes. O movimento diz que os moradores da área são pessoas que não conseguem mais pagar aluguéis em alta na região. “A região foi alvo de diversas desapropriações para construção do Rodoanel Norte. A obra provocou aumento no valor dos imóveis e consequentemente os aluguéis ficaram mais caros,” diz o comunicado do movimento.

A secretaria recebeu uma comissão e representantes do movimento. O órgão adiantou, que como se trata de uma área particular em uma zona de proteção ambiental e está praticamente descartada a possibilidade de permanência dos ocupantes no terreno. Por meio da assessoria, a secretaria informou que vai oferecer o cadastramento dos ocupantes em programas habitacionais.

Últimas de _legado_Brasil