Por karilayn.areias

Minas Gerais - Um professor da Universidade Federal de Viçosa (UFV) se envolveu em uma grande polêmica nas redes sociais. Joaquim Sucena Lannes compartilhou mensagens em seu perfil no Facebook que poderiam ser interpretados como apologia ao estupro e à violência.

Postagem de professor universitário gerou polêmica na webReprodução Internet

Na publicação, Joaquim comenta uma notícia falsa de que um juiz teria sido assaltado por um homem que o próprio magistrado libertou. No comentário, ele escreveu: “Bem feito. Tomara que futuramente este marginal entre na casa do juiz (sic) estupre a mulher dele, a filha e outras mulheres da família dele. Aí quem sabe ele possa ver quem merece ficar solto e quem merece ficar preso. Bem feito".  

O tom do comentário não foi bem recebido por alguns internautas que questionaram a postura do professor. Em resposta, Joaquim ainda escreveu:  “Engraçado, algumas pessoas acharam que meu pensamento é errado. Mas é apenas uma reflexão. A polícia (sic) prende meliantes, ladrões, estupradores, etc. Gente que entra em nossas casas e matam, ferem, estupram, entre outras coisas. Depois, um juizinho vem e solta o meliante para fazer mais. Ok, não vamos discutir por isso. Isto é minha opinião. Não gostou? Levem o meliante para casa (sic) deem carinho a ele. O protejam. Sem problemas. O juiz solta e vocês acolhem. E fim de papo”. 

Joaquim Lannes é chefe do departamento de Comunicação da UFV. A universidade informou que não se manifesta sobre comentários de seus funcionários como perfis de redes sociais, informou ao portal G1.




Você pode gostar