Brasileiro conta como se infiltrou na comitiva de Dilma e a xingou

Igor Gilly, que atualmente mora em São Francisco, postou um vídeo em uma rede social explicando como aconteceu o fato

Por O Dia

Rio - O brasileiro Igor Gilly, que conseguiu se infiltrar na comitiva de Dilma Rousseff em visita à universidade de Stanford, na Califórnia (EUA), na última quarta-feira, contou como conseguiu aproveitar falha na segurança e hostilizar a presidente.

Igor Gilly em vídeo em que relata protesto contra a presidenteReprodução

Em vídeo postado em sua página no Facebook, ele explica que acompanhava os passos da presidente desde a noite anterior, quando conseguiu invadir o hotel em que ela e a comitiva se hospedavam e foi de porta em porta de cada quarto tentando ouvir a voz de Dilma, sem sucesso. Ao tomar conhecimento de que ela viajaria a Stanford no dia seguinte, Gilly fez o mesmo ao lado de outros dois amigos, nomeados por ele como Maria Rita e Lucas.

LEIA MAIS: Adesivo que simula Dilma de pernas abertas pode ser crime

Obama desmente jornalista brasileira após pergunta para Dilma

"Chegamos lá e a gente já estava mais esperto da estratégia dos agentes. Eles enganaram todo mundo, fizeram todo mundo achar que ela ia pela frente quando ela foi por trás. A gente fez uma estratégia diferente, falei para ela (Maria Rita) 'vou fingir que sou da comitiva, eu e o Lucas (o rapaz que está a seu lado no momento da abordagem), e nós vamos achar a porta que ela vai entrar'".

"Ela chegou, entrou na portinha, eu estava lá sentado com o Lucas do lado. Quando o segurança viu a gente pegando o celular e a câmera, já começou a desconfiar. Só que já era tarde demais. Ela entrou e a gente começou a falar, falar, falar. Aí é que está, pegou o pessoal todo de surpresa. Todo mundo jurava que éramos da comitiva. Do nada a gente 'sua pilantra, vagabunda', o pessoal ficou espantado. Um guarda pegou o Lucas. Eu segui atrás dela xingando."

No vídeo em que relata a invasão, Gilly diz que sua atitude é "só o começo". "Pretendo e vou continuar agindo pelo Brasil, como um bom patriota faz. Vamos à luta, não vamos nos dispersar. Precisamos focar em pequenas lutas para ganhar a guerra".




Últimas de _legado_Brasil