Suzane von Richthofen pede mudança para regime semiaberto

Condenada a 30 anos de prisão pela morte dos pais, Suzane recusou benefício no ano passado para evitar ser transferida

Por O Dia

São Paulo - Suzane Von Richthofen, condenada a 30 anos de prisão pela morte dos pais, mudou de ideia e agora quer ir para o regime semiaberto, benefício que recusou no ano passado, segundo a defesa, para evitar ser transferida de penitenciária. A solicitação será avaliada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

Segundo o defensor público Ruy Freire Ribeiro Neto, que representa Suzane, a jovem fez o pedido depois que a Penitenciária de Tremembé, onde ela está detida desde 2006, ganhou estrutura para abrir presos em regime de semiaberto.

Suzane von Richthofen pede mudança para regime semiabertoReprodução TV Record

"[Antes] ela teria de ser transferida para outra cidade, que a gente não sabe qual é, e sofreria represálias em razão do crime que ela cometeu. E da fama", diz Ribeiro Neto, em entrevista ao iG.

O pedido de transferência também ocorreu depois que a mulher de Suzane, a detenta Sandra Regina Ruiz Gomes, foi transferida de Tremembé para um presidio em São José dos Campos, no interior paulista. O defensor público, entretanto, nega que o fato tenha relação com a nova solicitação.

Em 2002, Suzane participou do planejamento do assassinato dos pais, Marísia e Manfred Richthofen, executado pelo namorado da jovem, Daniel Cravinhos, e pelo irmão dele, Cristian. As vítimas foram espancadas e asfixiadas pelos dois rapazes. Os três criminosos foram condenados.

Segundo Freire Neto, caso vá para o semiaberto, Suzane terá direito a saídas temporárias em épocas de festas - como Páscoa e Natal - e poderá pedir autorização à Justiça para trabalhar fora do presídio durante o dia.

Últimas de _legado_Brasil