Por felipe.martins

Iraque  - Mais de 100 pessoas morreram ontem pela explosão de um carro-bomba em um mercado em uma cidade do Iraque. O atentado foi reivindicado pelo Estado Islâmico (EI), e ocorreu durante o fim da celebração do Ramadã.

A explosão ocorreu no centro da cidade de Khan Bani Saad, que fica a cerca de 30 quilômetros a nordeste de Bagdá, e deixou aproximadamente 50 pessoas feridas. O número de mortos pode aumentar, já que as equipes de resgate ainda retiravam corpos dos escombros.

Um oficial da policial relatou que alguns dos sobreviventes chegaram a usar caixas de vegetais para recolher partes dos corpos das crianças mortas. Os mercados costumam ficar cheios antes do final do Ramadã, o mês de jejum muçulmano, já que as pessoas costumam comprar roupas e comidas para as reuniões familiares. 

A população reagiu com raiva ao atentado, quebrando janelas de carros que estavam estacionados na rua. O EI já havia dominado em 2014 parte da província de Diyala, onde a cidade está localizada. O governo iraquiano recuperou parte da região, mas os combates continuaram no local. O grupo terrorista afirmou que o alvos eram integrante da etnia sunita.

Você pode gostar