Homem mantém esposa e cinco filhos como reféns dentro da própria casa

O suspeito ameaçou matar a mulher depois de suspeitar que o bebê de cinco dias de vida não era seu filho

Por O Dia

Piauí - Um homem manteve sua família em cárcere privado por cerca de cinco horas, na manhã desta segunda-feira, em Santo Antônio, região do Promarar, Zona Sul de Teresina. A discussão começou depois de Gilberto Alves de Macedo desconfiar que sua esposa estaria sendo infiel.

policiais negociaram a liberação das cinco crianças e mulher de GilbertoReprodução TV Meio Norte

Com uma faca, ele manteve sua mulher e os cinco filhos, inclusive o bebê de apenas cinco dias, presos dentro da casa onde moram. Gilberto ameaçou matar sua esposa após desconfiar que o recém nascido não era seu filho, alegando que o bebê não teria seus traços.

De acordo com a TV Meio Norte, a mulher teria desmentido o ocorrido, mas testemunhas, que não quiseram se identicar, contaram que a vítima afirmou que o corte em sua mão aconteceu após ela tentar desarmar o marido.

A polícia afirmou que o homem deixou o bebê cair no chão durante as negociações, mas a família do suspeito negou as acusações. "Ele é usuário de drogas e havia muitas brigas entre eles. A polícia insiste que foi meu irmão que derrubou o filho, mas não foi. Eu vi que foi a mãe", disse a irmã de Gilberto, que não quis ser identificada.

Durante as negociações%2C o homem entregou o recém nascido aos policiais%2C mas deixou o bebê cair no chãoReprodução Internet

Ela ainda relatou que conseguiu tomar a faca do irmão enquanto conversava com ele durante a ação. "Eu entrei na casa enquanto ele mantinha a Francilene sob ameaça e tomei a faca dele. Ele estava consumindo muita droga e sempre foi assim, mas hoje foi a primeira vez que algo do tipo aconteceu entre eles", disse.

A mulher e o bebê foram levados para o hospital do bairro e o suspeito foi encaminhado para a Central de Flagrantes.

Gilberto foi levado para a Central de Flagrantes. Segundo a irmã do suspeito%2C ele era usuário de drogas. Reprodução TV Meio Norte

De acordo com o Hospital Promorar, o bebê já foi já foi alimentado, medicado e liberado. A mulher do acusado também foi medicada e liberada. Gilberto Alves vai ser autuado por violência doméstica e cárcere privado e continua na Central de Flagrantes.

Últimas de _legado_Brasil