'Mais uma vez o Brasil vai encantar o mundo', diz Dilma em evento

Presidenta participou da cerimônia de um ano para a Olimpíada com a presença do presidente do COI e de Paes

Por O Dia

Rio - "O Rio vai deixar o maior legado de uma edição dos Jogos desde Barcelona, em 1992”, disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, na cerimônia oficial do marco de um ano para a Olimpíada, na noite desta quarta-feira, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca. “Gerações vão se beneficiar das mudanças em curso”, completou.

Prefeito Eduardo Paes aplaude Dilma após discursoAndré Mourão / Agência O Dia

A presidenta Dilma Rousseff destacou a beleza da cidade e prometeu forte trabalho nos preparativos. “O Rio é o lugar mais lindo onde vai ser realizada a Olimpíada desde a Grécia Antiga. Mais uma vez o Brasil vai encantar o mundo”, afirmou.

A presidenta prometeu que o Brasil “estará à altura do desafio aceito em 2009”. Ela ressaltou a manutenção da interação dos governos municipal, estadual e federal,e prometeu que serão entregues “todas as condições de infraestrutura, segurança pública e equipamentos esportivos que os atletas e visitantes precisam, além da “reconhecida hospitalidade brasileira”. Ao lado de Dilma e do prefeito Eduardo Paes, o presidente do COI afirmou estar certo de que todos vão se encantar com os Jogos do Rio, que “será o centro do universo por duas semanas”.

Durante a cerimônia na Cidade das Artes, Paes não discursou. Entretanto, pela manhã, no evento para mostrar o andamento das obras, no Parque Olímpico, elogiou o COI e fez comparações com a Fifa, organizadora da Copa do Mundo.

“É enorme a diferença. A Fifa só queria saber de estádio, aeroporto e dois ou três hotéis, onde eles iam ficar. O COI desde o início mandou para o Rio um (executivo) francês que acompanha tudo de transporte, das obras de infraestrutura. Acompanha de perto a transformação da cidade”, afirmou o prefeito.

A contagem regressiva para o evento foi aberta pela presidenta, Bach e Paes, além do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman. Participaram da festa atletas e representantes de delegações internacionais.

Dilma e Paes brincaram, riram e cochicharam durante o evento, que foi aberto com um vídeo sobre as obras na cidade. Ao final, Diogo Nogueira, Roberta Sá e Zeca Pagodinho se apresentaram. No dia 5 de agosto de 2016, o Rio abre os braços para 15 mil atletas de 205 delegações nacionais em busca de medalhas em 64 modalidades esportivas.

CRONOGRAMA EM DIA

O prefeito Eduardo Paes ressaltou que o andamento das obras das unidades esportivas e de infraestrutura está em dia, e que tudo ficará pronto a tempo. “Em relação ao cronograma, estamos iguais às demais cidades que organizaram os Jogos anteriormente. Mas há uma diferença: nenhuma cidade transformou sua estrutura como o Rio”, afirmou. Ele estimou que, em média, o Parque Olímpico, principal polo esportivo, está com 82% das obras concluídas. Os projetos de mobilidade, segundo Paes, serão o grande legado dos jogos. “O número de cariocas que andam de transporte público de alta capacidade era de 18%, em 2009, e será de 63% em 2017”, lembrou. Confira abaixo o percentual de obras concluídas e a previsão de entrega de cada obra.

PARQUE OLÍMPICO

Centro de Tênis: 68% (no 3º trimestre de 2015)
Velódromo: 61% (4º trimestre de 2015)
Arena do Futuro: 74% (4º trimestre 2015)
Estádio Aquático: 81% (1º trimestre 2016)
Arena Carioca 1 (85%), 2 (91%) e 3 (93%). Todas serão entregues no 2º trimestre de 2016
Centro de transmissão (IBC): 95% (3º trimestre de 2015)
Centro de Imprensa (MPC): 81% (4º trimestre de 2015)
Hotel para imprensa: 77% (2º trimestre de 2016)
Vila dos Atletas: 89% (1º trimestre de 2016)
Campo de golfe: 98% (2º trimestre de 2016)

PARQUE DE DEODORO

Estádio de canoagem
slalom: 79% (1º trimestre
de 2016)
Centro olímpico de BMX: 79% (4º trimestre de 2015)
Arena da Juventude: 62% (1º trimestre de 2016)

OBRAS DE MOBILIDADE

Transolímpica: 65% (2º trimestre de 2016)
Lote Zero da Transoeste: 66% (1º trimestre de 2016)
Duplicação do elevado do Joá: 68% (2º trimestre de 2016)
Linha 4 (única obra do governo estadual): 75% de obras concluídas. Entre abril e maio, começam testes sem passageiros. A previsão da operação normal comece em 1º de julho.

PORTO MARAVILHA

Museu do Amanhã: 98% (4º trimestre de 2015)
VLT: 40% (2º trimestre de 2016)
Túnel da Via Expressa: 81% (2º trimestre de 2016)

Últimas de _legado_Brasil