MPF denuncia 8 pessoas por desvios em fundo de pensão do Metrô de São Paulo

Entre os denunciados estão atuais diretores do Metrus, empresários e ex-gestores do Banco Banif, com sede em Lisboa

Por O Dia

São Paulo - O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou oito pessoas por envolvimento em desvios no fundo de pensão dos funcionários da companhia Metrô, chamado de Metrus. Segundo o MPF, as irregularidades resultaram em prejuízo de pelo menos R$ 137 milhões ao Metrus.

Entre os denunciados estão atuais diretores do Metrus, empresários e ex-gestores do Banco Banif, com sede em Lisboa. Se forem levados a julgamento, eles responderão por gestão fraudulenta e temerária, desvio de dinheiro, inserção de dados falsos em demonstrativo contábil e indução de sócios e investidores a erro.

“As provas colhidas durante as investigações são suficientes para se afirmar que os administradores do Banif uniram-se aos diretores do Metrus na perpetração de duas operações irregulares – que se estenderam de 2005 a 2012, sendo certo que a segunda operação foi realizada para encobrir os prejuízos causados pela primeira, gerar altas comissões ao Banif e beneficiar terceiros com a concessão de créditos indevidos”, disse Andrey Borges de Mendonça, procurador da República e autor da denúncia.

Procurado pela Agência Brasil, o Metrô não se pronunciou até o momento. A reportagem não conseguiu contato com representante do Banif, banco português.

 

Últimas de _legado_Brasil