PT zomba de panelaço e diz que garantiu panela cheia a brasileiros

Partido usou o ator José de Abreu, Lula, Dilma e Rui Falcão para defender o governo; propaganda acusa Aécio, Caiado, Agripino e Paulinho da Força de 'só pensarem em si'

Por O Dia

São Paulo - O PT usou uma estratégia de comunicação diferente durante os 10 minutos de programa de rádio e TV, exibido na noite desta quinta-feira (6). Com menos vermelho, cor do partido, e mais azul, cor do adversário PSDB, caprichou na produção, escalou o ator José de Abreu como garoto-propaganda e, num discurso menos rocambolesco e com alguns momentos de autocrítica, admitiu (nas palavras de Lula) que "a crise já chegou nas nossas casas".

Dilma Rousseff disse durante o programa do PT que sabe "suportar pressões e até injustiças"Reprodução Vídeo

Como previsto, os opositores e os insatisfeitos com o Planalto usaram de panelas e buzinas para protestar durante o programa, como se viu em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Além do barulho, muitos xingaram a presidente.

Na Vila Mariana, zona sul de São Paulo, o protesto durou cerca de 12 minutos. Houve quem extrapolasse aos gritos de "Dilma Filha da Puta" e "Dilma Puta Velha". Até rojões foram disparados.

Durante seu programa, o PT procurou valorizar os anos de calmaria na economia e lembrou dos investimentos em programas como o Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida, Fies e Pronatec. Também foram citados pacotes de estímulo, como o corte de impostos na folha de pagamento, nos produtos da cesta básica e as reduções de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em vários setores. Lula foi direto: "Eu sei que a situação não está fácil e que a crise já chegou nas nossas casas."

Dilma disse que seu governo passa por um "ano de travessia e essa travessia vai levar a um lugar melhor. Estamos atualizando as bases da economia e vamos voltar a crescer... com preços em baixa e empregos em alta... Sei suportar pressões e até injustiças."

O programa petista teve outros dois pontos de destaque. No primeiro, o PT exibiu as imagens dos líderes oposicionistas Aécio Neves, Ronaldo Caiado, José Agripino, Paulo Pereira da Silva e Carlos Sampaio. E avisou: "Não se deixe enganar pelos que só pensam em si mesmos."

No trecho final do programa, o PT ironizou a principal arma de ataque dos oposicionistas e descontentes: as panelas. O partido lembrou que "nos últimos tempos começaram a dar uma nova utilidades às panelas. A gente não tem nada contra. Só queremos lembrar que fomos o partido que mais encheu a panela dos trabalhadores. Se tem gente que se encheu de nós, paciência."

O ator José de Abreu%2C que nesta semana defendeu José Dirceu nas redes sociais%2C foi o garoto-propaganda do PT no programa de rádio e TVReprodução Internet

Apesar do tom mais direto e o mea culpa em quase todo o programa, em determinado momento o PT preferiu flertar com o medo dos brasileiros ao falar sobre as ameaças que podem vir de carona na crise política – referindo-se ao crescente movimento pró-impeachment no Congresso Nacional. Para isso, relacionou as consequências das ameaças oposicionistas ao período da ditadura militar, que teria sido resultado de uma crise política que durou 21 anos. "Uma crise política poderia trazer efeitos bem piores que uma crise econômica", advertiu um dos atores do programa.

PSDB diz que PT "zomba de manifestantes"

Por meio de nota, o PSDB disse que "o PT zomba de forma agressiva daqueles que se manifestam nos panelaços, seja por qualquer outra via, contra a corrupção, que se manifestam contra a carestia, contra a inflação, com a perda de investimentos e com o crescimento negativo da nossa economia".

Últimas de _legado_Brasil