Mãe e bebê de onze meses são libertados após um ano em cativeiro

Os dois foram resgatados após uma denúncia anônima; eles eram mantidos em cárcere privado pelo marido da mulher

Por marcelle.bappersi

Ceará - Uma mulher de 35 anos e seu filho, um bebê de onze meses, foram libertados na noite do último domingo após passarem cerca de um ano em cárcere privado em um sítio em Aquiraz, Fortaleza, Ceará. Os dois foram resgatados após uma denúncia anônima feita à Polícia Militar. A mãe e o filho receberam doações em dinheiro dos policiais para que pudessem voltar para casa, no Rio Grande do Sul.

Segundo o site O povo, os policiais chegaram na propriedade por volta das 23h, e escutaram os gritos da mulher, vindos de uma casa anexa, onde o caseiro e a família viviam. A vítima informou aos militares que sofria maus-tratos e que mantinha ela e a criança presas dentro da residência sob ameaça de morte. O homem não foi encontrado no local."Ele levava a chave de casa e dizia:'se gritar, prefiro ser preso por homicídio do que pela Lei Maria da Pena", contou soldado Josué Pereira, que participou do resgate.

A mulher a a criança foram levados para a delegacia para registrar a ocorrência. Ainda segundo os polícia, ela tinha hematomas pelo corpo e algumas cicatrizes.

Em depoimento, a mulher disse que o marido era violento, mas, por medo, não tinha coragem de denunciar. Ela ainda contou que a primeira vez que tentou gritar, o marido a impediu com uma mordida no rosto, ferindo o nariz e a boca.

Sem ter dinheiro e para onde ir, os policias ajudaram mãe e filho a voltarem para casa, comprando sua passagem para Natal e dando dinheiro para alimentação.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia