Policial é preso ao tentar vender submetralhadora para facção criminosa

A arma, vinda de Israel, ia ser negociada pelo militar por R$ 20 mil

Por O Dia

Porto Alegre - Um policial militar da reserva, de 70 anos, foi preso na noite desta quarta-feira enquanto tentava vender uma submetralhadora UZI para uma facção criminosa de Porto Alegre. A arma, vinda de Israel, ia ser negociada por R$ 20 mil.

A arma, vinda de Israel, ia ser negociada pelo militar por R$ 20 mil Divulgação/Polícia Civil

De acordo com informações do Correio do Povo, o militar carregava a submetralhadora em uma maleta especial quando foi abordado pela polícia. Após ser detido, os agentes foram até a casa do suspeito, onde encontraram mais três armas, de calibres 44, 38 e 16 e uma grande quantidade de munições.

Ainda foram localizados carregadores de fuzil, munições e bi pés para tiro de alta precisão na casa do suspeitoDivulgação/Polícia Civil

Ainda foram localizados carregadores de fuzil, lunetas e bi pés para tiro de alta precisão. O policial militar da reserva foi preso em flagrante e encaminhado ao Batalhão de Polícia do Exército.


Últimas de _legado_Brasil