Gaeco faz busca e apreensão na casa de políticos e empresários em MS

Deflagrada na manhã desta terça-feira, a operação Cofffee Break, cumpriu 17 mandados de busca e apreensão

Por O Dia

Mato Grosso do Sul - Uma operação do Grupo de Atuação e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco),ligado ao Ministério Público, foi deflagrada na manhã desta terça-feira, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Batizada como Coffee Break, ela investiga denúncias de corrupção passiva e ativa na câmara municipal.

Homens da Gaeco estiveram cedo na casa do vereador Mário Cesar, presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, fazendo buscas. A equipe cumpriu 17 mandados de busca e apreensão na casa de políticos da capital. 

Entre eles, Paulo Siufi (PMDB), Carlão (PSB), Airton Saraiva (DEM), Edil Albuquerque (PMDB) e o presidente da Câmara Muncipal de Campo Grande, Mario Cesar (PMDB) foram conduzidos ao prédio da Gaeco para prestar depoimento. Um ex-vereador e três empresários também são ouvidos.

Segundo o site Midiamax, o promotor Marcos Alex de Oliveira, coordenador da Gaeco apresnetou neste manhã uma ordem de afastamento do prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, ao procurador do município na sede da Prefeitura.

De acordo com o promotor, a Coffee Break é um desdobramento da operação Lama Asiática, que investiga um suposto esquema de desvio de recursos públicos por meio de fraude em licitações, contratos administrativos e superfaturamento durante o governo de André Puccinelli (PMDB).

Últimas de _legado_Brasil