Laudo descarta contaminação pela água em surto que internou 51 crianças

O Instituto Adolfo Lutz suspeita é de que algum alimento possa ter provocada epidemia, já que o resultado do exame de fezes dos pacientes deu positivo para a bactéria Shiguella Sonnei

Por O Dia

São Paulo -  O Instituto Adolfo Lutz descartou a contaminação da água do Colégio Jatobá, na cidade de Santo André, onde 51 crianças, com idades entre 1 e 12 anos, foram internadas com sintomas de infecção gastrointestinal. De acordo com a prefeitura, quatro estudantes precisaram ser internados na UTI.

O resultado do exame de cultura das fezes de quatro dos pacientes internados foi positivo para a bactéria Shiguella Sonnei, que ataca o intestino. A principal suspeita é que algum alimento possa ter provocado o surto.

As respostas para as amostras de alimentos da escola, colhidos entre segunda-feira e quarta-feira, devem ser divulgados nesta quarta-feira. Os testes analisam também amostras colhidas nos e cuidadores do colégio.

Segundo a prefeitura, as 51 crianças estão internadas na rede hospitalar das cidades de Santo André, São Bernardo, São Caetano e São Paulo. O Hospital Brasil, em Santo André, recebeu a maioria dos 2 pacientes. Dos quatro estudantes internados na UTI, três tiveram alta na noite desta segunda-feira.

A escola permanece fechada para desinfecção. Em nota, a instituição informou que está “à disposição para qualquer esclarecimento ou atendimento que se faça necessário, assim como apoio total às famílias das crianças hospitalizadas”.

A orientação da Vigilância Epidemiológica e Sanitária de Santo André é que os alunos que apresentem os sintomas devem ser levadas ao serviço de emergência. Os casos podem ser comunicados pelo telefone (11) 4438-4997 ou pelo emailvig_epidemiologica@santoandre.sp.gov.br.

Fonte: Agência Brasil

Últimas de _legado_Brasil