Por marcelle.bappersi

Rio Grande do Sul - Morreu na noite desta quinta-feira o gari Luiz Eduardo Munhoz, de 35 anos, que foi atropelado, na manhã de quarta-feira, na Avenida Ipiranga, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Ele e outro colega faziam a poda das árvores do local quando foram atingidos. Munhoz estava internado na UTI do Hospital de Pronto Socorro (HPS) da capital com traumatismo craniano e hemorragia desde o acidente.

Depois do acidente%2C colegas de trabalho empurraram o carro para dentro de rioReprodução Internet

Segundo a RBS TV, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) informou que o atropelamento ocorreu por volta das 10h, próximo ao prédio da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE). Os trabalhadores foram atingidos por um veículo, uma Fiat Uno, quando faziam a poda de árvores do local.

Revoltados com o acidente, os colegas de trabalho dos dois garis empurraram o carro para dentro do Arroio Dilúvio e tentaram linchar o motorista.

Segundo a Polícia Civil, o delegado Carlo Butarelli, responsável pelo caso, aguarda as imagens das câmeras de segurança e depoimentos de testemunhas, além do depoimento do motorista que conduzia o veículo, que só será ouvido depois das outras análises. Ele afirmou que o motorista não estava embriagado, já que zerou o bafômetro. Segundo a Brigada Militar, a hipótese é de que o condutor do veículo tenha tido um mal súbito.

A identidade do motorista não foi revelada. Ele não tem antecedentes criminais e aguarda a investigação em liberdade. Segundo o delegado, a polícia vai investigar se o homem tem histórico de multas.Não foi autuado em flagrante, ainda não havia um homicídio, e sim um acidente de trânsito, e ele não estava embriagado", diz o delegado à RBS TV.

Você pode gostar