Por bianca.lobianco

Brasília - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, determinou o arquivamento do pedido do ministro do Superior Tribunal Eleitoral (STE) Gilmar Mendes para a Procuradoria Geral da República investigar suspeitas de irregularidades na campanha eleitoral da presidenta Dilma Rousseff em 2014.

Na resposta, Janot destacou a “inconveniência” da Justiça Eleitoral e do Ministério Público Eleitoral de se tornarem “protagonistas exagerados” da democracia, com possibilidade de “judicialização extremada” do processo político eleitoral.

Você pode gostar