Vigilância Sanitária apreende toneladas de alimentos em hipermercado, no ES

Os produtos eram mantidos em temperatura abaixo da indicada. Segundo o órgão, se consumidos, os alimentos poderiam causas infecções intestinais

Por O Dia

Espírito Santo - Fiscais da Vigilância Sanitária apreenderam cerca de 4,8 toneladas de alimentos no hipermercado Casagrande de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Espírito Santo, na tarde desta segunda-feira. De acordo com a TV Gazeta, diversos produtos congelados foram recolhidos pelos auditores após denúncia de que eram mantidos em temperatura abaixo da indicada, devido a um problema elétrico nos refrigeradores, como informou a direção do estabelecimento.

Segundo o gerente do órgão de fiscalização, Ricardo Rody, os agentes receberam a denúncia, por volta das 8h10, de que todos os refrigeradores da unidade estariam desligados e que os produtos exalavam cheiro forte. Segundo ele, os auditores constataram que os alimentos, que deveriam estar conservados a –12°C, por exemplo, estavam a uma temperatura de 20°C. Ainda segundo Rody, se consumidos, os produtos poderiam causar infecções intestinais.

Hipermercado de Cachoeiro%2C Espírito Santo%2C descarta quase cinco toneladas de alimentosReprodução / TV Gazeta

Produtos como peixes, carnes, iogurtes e outros congelados foram descartados em um aterro Sanitário da cidade. Segundo o órgão, o supermercado deverá ser notificado, mas, ainda sim, fará um laudo explicando a falha para Vigilância Sanitária. 

De acordo com o gerente do hipermercado, José Ferreira da Silva, um pico de energia pode ter ocasionado a paralisação dos refrigeradores da unidade. Ainda segundo ele, o estabelecimento tem funcionários que vistoriam o sistema elétrico todos os dias e um gerador, mas o equipamento não suportou a tensão.

 “Choveu muito no domingo e acreditamos que um pico de energia tenha queimado a câmara frigorífica. Ao chegarmos, providenciamos o conserto e o descarte dos alimentos impróprios. O que aconteceu foi algo isolado, mas nada que nos deixe constrangidos”, disse Silva

Últimas de _legado_Brasil