Por fernanda.macedo

São Paulo - Uma pane elétrica levou um helicóptero Águia da Polícia Militar a permanecer parado por mais de uma hora e meia em plena pista expressa da Marginal Pinheiros, uma das principais vias da capital paulista, na manhã desta sexta-feira. Até às 13h, a aeronave seguia no local.

De acordo com o grupamento aéreo da PM, o helicóptero foi enviado ao local, entre as pontes do Morumbi e Jaguaré, zona oeste paulistana, por volta das 11h30, com o objetivo de resgatar um agente que foi atropelado por um suspeito de assalto em uma perseguição. 

Aeronave Águia pousou na pista expressa da via, uma das principais da capital paulista, para resgatar agente atropeladoReprodução / TV Globo

A aeronave pousou no local, mas os médicos responsáveis pelo resgate decidiram que o PM poderia ser transferido ao hospital por ambulância, dispensando o uso do helicóptero. Na hora de levantar voo, no entanto, os PMs constataram uma pane no helicóptero, que precisou ficar em solo. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), foi bloqueado um grande trecho da via no sentido Rodovia Castello Branco, que leva ao interior paulista. 

Cerca de 8,7 km entre as pontes do Morumbi e do Jaguaré ficaram totalmente fechado para trânsito de automóveis, entre 11h e 12h20. Somente após esse horário, quando o helicóptero foi empurrado ao acostamento por policiais, duas faixas da pista expressa foram liberadas. Ainda assim, o trânsito seguiu complicado, afetando toda a cidade. Às 12h, 67km de congestionamento eram registrados na capital paulista, número amplamente superior à média de 45 km.

Fonte: IG

Você pode gostar