Por gabriela.mattos

Brasília - O Ministério Público Federal entrou com recurso nesta quinta-feira pedindo para que as penas dos condenados na Operação Lava Jato Nestor Cerveró, Fernando Baiano e Júlio Camargo aumentem. 

O MPF pede para que seja aplicado aumento de 2/3 e não de 1/6 na punição, como foi estabelecido pelo juiz federal Sérgio Moro anteriormente.

Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, é acusado de crime de lavagem de dinheiro. Já o lobista Fernando Baiano é apontado como responsável por intermediar o pagamento de propina em contratos para aluguel de plataformas petrolíferas pela empresa.

Você pode gostar