Gravura de Pablo Picasso apreendida na Lava Jato é entregue a museu

O quadro estava com o engenheiro João Augusto Henriques. Segundo a Polícia Federal,obra pode valer cerca de R$ 60 mil

Por O Dia

Paraná - O Museu Oscar Niemayer (MON), em Curitiba, recebeu, nesta quarta-feira, uma gravura que pode ser do artista espanhol Pablo Picasso, que foi apreendida na 19º fase da Lava Jato. A obra, que se chama 'Mulher Nua em Frente a Estátua' estava com João Augusto Henriques, suposto operador do PMDB no esquema de corrupção na estatal.

Obra foi apreendida na 19º fase da Operação Lava Jato Reprodução Internet

Segundo a TV RTC, o MON abriga 268 obras, contando com a gravura, apreendidas com os suspeitos de envolvimento nos esquemas de lavagem de dinheiro, fraude e corrupções na Petrobrás. O museu é responsável pelo patrimônio artístico até que a Justiça Federal determine um destino para as obras apreendidas.

Segundo a Polícia Federal, a gravura é 1881, mas a autoria ainda precisa ser comprovada. Caso seja comprovado que ela foi feita pelo artista, pode valer cerca de R$ 60 mil.

Henriques está sendo julgado pela Justiça Federal pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro no processo que também envolve o ex-diretor da Petrobrás, Jorge Zelada. Em depoimento à PF, ele afirmou que fez uma transferência ao exterior para a conta do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Já a defesa dele afirmou que ele nunca pagou propina para nenhum partido. 

Últimas de _legado_Brasil