Pizzolato será extraditado para Brasil na próxima semana

Ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil foi condenado a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e peculato

Por O Dia

Brasília - O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão, será extraditado para o Brasil na quarta-feira da semana que vem. Pizzolato foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 12 anos e sete meses de prisão por lavagem de dinheiro e peculato, mas, por ter dupla cidadania, fugiu para a Itália em setembro de 2013, antes do fim do julgamento. 

Henrique Pizzolato foi preso em fevereiro do ano passado em Maranello. De acordo com a Procuradoria-Geral da República (PGR), o governo italiano informou ao Ministério das Relações Exteriores (MRE) que autorizou a Polícia Federal a fazer translado do ex-diretor de Roma para Brasília. Pizzolato cumprirá pena na Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal.

Pizzolato será extraditado para Brasil na próxima semanaReprodução Internet

A extradição foi formalmente autorizada dia 22 de setembro pelo Conselho de Estado da Itália, após várias decisões da Justiça italiana a favor e contra a extradição. A principal questão analisada pelos juízes foi a condição dos presídios brasileiros.

VEJA MAIS

Itália autoriza extradição de Pizzolato

Extradição de Pizzolato é novamente suspensa até dezembro

Segundo os juízes que analisaram o caso, existem no Brasil todas as condições para garantir a segurança de Pizzolato em um presídio.

O argumento da falta de respeito aos direitos humanos nas prisões brasileiras foi usado pela defesa para pedir que Pizzolato continuasse na Itália.

Últimas de _legado_Brasil