Cunha abriu empresas de fachada para tentar ocultar contas, diz site

Nos dados bancários, deputado, a mulher e uma das filhas aparecem como 'beneficiários'

Por O Dia

Brasília - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), abriu empresas de fachada em paraísos fiscais para esconder seu nome nas contas registradas na Suíça. De acordo com o Estadão, a manobra é normalmente usada por quem tenta esconder algo, seja da Justiça ou de algum ator exterior.

LEIA MAIS: MP da Suíça confirma que Cunha tem US$ 5 milhões em contas no país

O Ministério Público na Suíça encontrou e congelou cerca de US$ 5 milhões em quatro contas bancárias cujos beneficiários são o presidente da Câmera, sua esposa, Cláudia Cruz, e uma de suas filhas. Ainda segundo a reportagem, em abril deste ano o banco entregou aos procuradores suíços um informe no qual sugeria que Cunha havia criado uma tática para tentar encobrir seu nome das contas.

Cunha abriu empresas de fachada para tentar ocultar contas, diz siteAgência Brasil

De acordo com fontes ouvidas, o presidente da Câmera abriu empresas de fachada em paraísos fiscais que seriam as titulares das quatro contas. Diante disso, seu nome apareceria apenas como um "beneficiário". A auditoria do banco suíço também encontrou "disparidades" entre a renda do deputado declarada e os valores transferidos. Parte dos depósitos vinham de contas que já estavam sendo rastreadas.

Os valores depositados nas quatro contas foram bloqueados pelas autoridades suíças por causa da suspeita de que receberam recursos de suborno. As informações sobre as contas foram repassadas às autoridades brasileiras, que agora vão investigar crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.


Últimas de _legado_Brasil