PF desfaz quadrilha que mantinha comércio ilícito de medicamentos veterinários

O nome da operação – Pales – faz referência a uma divindade da mitologia romana relacionada com a vida pastoril

Por O Dia

Brasília - A Polícia Federal iniciou nesta quarta-feira a Operação Pales para combater a importação de insumos, produção e comercialização ilícita de produtos e medicamentos de uso veterinário utilizados na engorda de gado no estado de São Paulo. Cerca de 150 policiais federais cumpriram 14 mandados de prisão, 14 de condução coercitiva e 39 de busca e apreensão em São José do Rio Preto, em Barueri e em Presidente Prudente.

Segundo a Polícia Federal, a organização criminosa atuava na região de São José do Rio Preto e encaminhava os produtos para vários estados, especialmente para o Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Pará, estados produtores de carne. Parte dos insumos era contrabandeada da China e a produção era feita em laboratórios clandestinos. A comercialização se dava pela internet e por serviço de telemarketing.

O inquérito policial foi aberto em abril de 2014 e, durante as investigações, foram realizadas 13 apreensões, com a prisão em flagrante de 16 pessoas. Outros cinco laboratórios clandestinos já haviam sido fechados pela PF. O nome da operação – Pales – faz referência a uma divindade da mitologia romana relacionada com a vida pastoril.

De acordo com a Polícia Federal, os presos responderão pelos crimes de contrabando, crime ambiental, crime de falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, crime de falsidade ideológica e organização criminosa. As penas variam de 1 a 15 anos de reclusão.


Últimas de _legado_Brasil