Coluna Esplanada: Guerra eletrônica

A exemplo do que fazem potências da Organização do Tratado Norte, o Exército Brasileiro decidiu testar o sistema de guerra eletrônica e desafiou hackers

Por O Dia

Rio - Uma gafe militar que colocou em risco a soberania nacional é tratada em sigilo pelas Forças Armadas. Aconteceu há dias. A exemplo do que fazem potências da Organização do Tratado Norte, o Exército Brasileiro decidiu testar o sistema de guerra eletrônica e desafiou hackers. Os piratas acessaram a intranet. Um dos hackers teve acesso a senha e e-mail institucional de 10 mil militares, segundo relata alto oficial. Especialistas foram chamados às pressas e resolveram. Ficaram pasmos ao descobrir que oficiais usavam senhas como ‘mamãe’ e ‘exercito’. Procurada, a assessoria não respondeu.

Sonho americano
Roseana Sarney, que mora em Miami desde dezembro, cuida da saúde, mas com os dois olhos na política maranhense. A ex-governadora quer disputar a Prefeitura de São Luís.

O amor e o Poder
O deputado federal Miguel Corrêa (PT-MG) namora a ex-BBB Letícia Santiago e não economiza em frete de aeronaves e viagens. É cotado para disputar a Prefeitura de Belo Horizonte.

Bancada do Motel
Ruídos de mesas e gemidos são ouvidos nos gabinetes do oitavo e nono andares do Anexo IV da Câmara dos Deputados nas noites de sexta. Faxineiros estão com medo.

“Xô, crise”
O slogan “Xô, crise”, da MKT Public, surge hoje em outdoors e bancas de jornais do Rio. O objetivo é reanimar os empresários a apostarem na propaganda como saída.

Rasante no preju
As companhias aéreas correm risco de falência técnica. Lobistas das cinco maiores entregaram estudo a deputados: com dólar a R$ 4, os custos sobem 24% este ano, enquanto as receitas aumentam apenas 3,7%. Em 2014 houve recuo de 7% de receita das cinco maiores (R$ 1,9 bilhão). Em 2015, espera-se 32% negativos (R$ 7,3 bi).

BAIXINHO ‘MALANDRO’

O senador Romário fez armadilha para os presidentes de federações convidados a depor na CPI do Futebol, mas não caíram. No termo de comparecimento, há dias, a lista de assinaturas previa que eles deveriam falar a verdade, sob pena de serem presos na hora.

Te cuida, Marcão
O deputado Takayama (PSC-PR), nocauteado pelo motorista Marcão, do senador Delcídio Amaral, retornou à Câmara após três semanas de licença médica. Ele passa bem. Passa bem acompanhado por um discreto guarda-costas. Ninguém nota.

O sincero
O ex-deputado André Vargas criou grupo para jogar Buraco na carceragem da Lava Jato. Certo dia um agente perguntou quem ganhava. “Aqui ninguém ganha, só tem político e empreiteiro!”, disse o petista.

Rei da cela
De pacato o empreiteiro Marcelo Odebrecht passou a mais inconformado da cela. Vive turrão, desobedece regras e debocha de agentes. As retaliações são banho frio e atraso na entrega das refeições para todos os presos. Ninguém reclama. O rei manda.

Tragédia no Bradesco
A cúpula do Bradesco foi pega de surpresa com a viagem dos executivos Lúcio Oliveira e Marco Rossi, que morreram na queda do jatinho do banco. Há recomendação interna para que altos executivos não compartilhem o mesmo voo _ privado ou comercial.

Desceu ardendo
Pegou mal entre os antigos administradores da Caracu, da família Scarpa, a entrevista do Conde Chiquinho dizendo ser dono e herdeiro da marca. O primo Gilberto, também milionário, já o processou por causa de um empréstimo.

Ponto Final
A direção da Vale é visionária. Agora entende-se por que extinguiu o Rio Doce do nome da empresa.

Coluna de Leandro Mazzini e com Equipe DF, SP e Nordeste

e-mail: contato@colunaesplanada.com.br

Últimas de _legado_Brasil