Lava Jato: Ex-deputado Pedro Corrêa vai cumprir pena em regime fechado

STF atendeu pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ex-parlamentar está preso desde abril

Por O Dia

Ex-deputados André Vargas%2C Pedro Corrêa e Luiz Argôlo são denunciados na Lava JatoAlan Sampaio/iG / Agência Câmara / Agência Brasil

Rio - O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda-feira que o ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE) passe a cumprir em regime fechado a condenação na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

O ex-parlamentar está preso preventivamente desde abril em função das investigações da Operação Lava Jato.

O ministro atendeu ao pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para que o ex-deputado passe a cumprir pena em regime fechado, por voltar a cometer crimes após a condenação.

Antes de ser preso na Lava Jato, Corrêa cumpria pena de sete anos e dois meses em regime semiaberto, definida no julgamento do mensalão, em 2013.

No mês passado, Pedro Corrêa foi condenado pelo  juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, a 20 anos e sete meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, crimes investigados na Lava Jato.