Ministro manda ouvir José Dirceu sobre mudança de regime prisional

Ex-ministro da Casa Civil foi preso preventivamente em Curitiba durante investigações da Operação Lava Jato

Por O Dia

Brasília - O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda-feira que o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu seja ouvido sobre pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para que ele passe a cumprir em regime fechado a pena definida no julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão.

José Dirceu está preso preventivamente por causa das investigações da Operação Lava Jato.Estadão Conteúdo

Dirceu está preso preventivamente em um presídio em Curitiba, devido às investigações da Operação Lava Jato. Antes de ser preso em Brasília, ele cumpria em regime aberto a pena de sete anos e 11 meses, definida no julgamento do mensalão, em 2013. O ex-ministro cumpriu dois anos e nove dias da pena. Se não tivesse sido denunciado, ele teria direito à condicional em fevereiro de 2016.

Para a procuradoria, o ex-ministro deve regredir do regime semiaberto para o fechado por ter cometido crimes depois da condenação. Após a manifestação de Dirceu, o ministro vai decidir se aceita o pedido da PGR. Em setembro, Dirceu e mais 16 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF) na 17ª fase da Operação Lava Jato pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Mais cedo, Barroso determinou que o ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE), outro condenado no processo do mensalão e na Lava Jato, passe a cumprir prisão em regime fechado.

Últimas de _legado_Brasil