Por bferreira

Brasília - O Ministério da Saúde anunciou um novo calendário de vacinação, que entra em vigor a partir deste ano. As mudanças foram nas vacinas contra a meningite, pneumonia, paralisia infantil e também contra o HPV. O que mudou foi a quantidade de doses desses imunizantes. Todos os postos de saúde já estão avisados sobre esse novo calendário de 2016.

Para os bebês, diminuiu uma dose da vacina contra a pneumonia. O Ministério da Saúde disse que esse esquema tem a mesma eficácia do antigo. Eram quatro doses, agora passam a ser três.

Contra a paralisia infantil, o que muda é a forma de aplicar a vacina. A terceira dose era de gotinha e agora vai ser aplicada com a injeção.

Já na vacina da meningite a dose de reforço foi antecipada. Agora tem que ser dada quando a criança completar um ano. No caso do HPV, não vão ser mais três doses da vacina. E, sim, apenas duas.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Antônio Nardi, tratam-se de mudanças rotineiras motivadas pela alteração da situação epidemiológica e por atualização na indicação das vacinas.

Para quem já tomou alguma das doses, é só seguir o esquema novo a partir de agora. No caso da paralisia infantil, quem tomou a terceira dose por gotinha não precisa tomar a injetável.

Você pode gostar