Por bferreira
Brasília - Deputados de oposição protocolaram ontem na CPI do BNDES requerimento para que o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner (PT), deponha na comissão. O pedido foi apresentado pelos deputados Raul Jungmann (PPS-PE) e Paulo Azi (DEM-BA). O requerimento será votado quando o Congresso voltar a funcionar, em fevereiro.
Presidente da CPI, o deputado Efraim Filho (DEM-PB) defendeu o depoimento do ministro sobre suposto tráfico de influência na Fundação dos Economiários Federais (Funcef) _ fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal.
Publicidade
Efraim explicou que os primeiros pedidos para que Jaques Wagner fale foram feitos após notícias de que os investigadores da Operação Lava Jato obtiveram no celular do ex-presidente da OAS José Adelmário Pinheiro Filho, o Léo Pinheiro, mensagens que indicam suposta atuação do ministro na intermediação de negócios entre a empreiteira e fundos de pensão.