Por clarissa.sardenberg
Espírito Santo - Um motorista de caminhão de 25 anos foi preso nesta terça-feira acusado de estuprar a enteada de 13 anos, em Vila Velha, no Espírito Santo. De acordo com a Polícia Civil, a menina engravidou do suspeito, que não parou com os abusos mesmo após ter conhecimento da gestação. Ele foi preso dentro de casa por agentes da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) e confessou que cometeu os estupros diversas vezes. O acusado ia se casar com a mãe da menina na próxima sexta-feira.
Os abusos, que ocorriam desde junho de 2014, quando a menina tinha 12 anos, foram descobertos pelo pai da adolescente, que mora na Bahia, durante as festas de fim de ano, segundo o jornal "Folha Vitória". Após descobrir a gravidez, o caminhoneiro obrigou a enteada a dizer que o filho era de um menino da igreja que frequentava. Pressionada pelo pai, que desconfiou da história, ela contou a verdade.
Publicidade
Na delegacia, o acusado admitiu que havia obrigado a menina a mentir, mas disse que "pretendia assumir a criança depois". "Inicialmente ele negou o crime, mas, diante das evidências e dos laudos da prova material, e até mesmo da gravidez da vítima, ele confessou espontaneamente. Disse que praticou o ato sexual por diversas vezes e que, desde junho do ano passado, vem mantendo relações com a enteada, de forma forçada. Disse também que quer assumir essa criança e que estaria arrependido", afirmou o delegado titular da DPCA , Lorenzo Pazolini.
O caminhoneiro foi autuado por estupro de vulnerável e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.