Chuva afeta mais de 67 mil pessoas no Mato Grosso do Sul

Governadora em exercício visitará municípios em situação de emergência

Por O Dia

Mato Grosso do Sul - Segundo balanço da Defesa Civil do Mato Grosso do Sul, as chuvas já atingiram mais de 67 mil pessoas no estado. Vinte e oito municípios estão em estado de emergência, e 50 pontes ficaram destruídas.

Aproximadamente mil moradores estão isolados em Taquarussu, sem acesso por terra. As famílias foram atendidas pelo estado com kits de higiene pessoal e cestas básicas.

Por conta das chuvas, os rios Pardo, Coxim e Miranda ameaçam transbordar. O Rio Aquidauana, que fica no município do mesmo nome, a 131 quilômetros de Campo Grande, já superou a cota de transbordamento, chegando a atingir o registro de 9,34 metros. Ontem, baixou para 9 metros. O nível considerado normal é 3 metros.

O Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) emite o nível de alerta quando as medições apontam que a altura das águas do rio ultrapassa a cota de permanência em 5%.

Na quinta-feira, o governo do estado liberou a construção de valas temporárias de drenagem para escoamento de água em áreas de plantios agrícolas. O objetivo é salvar a produtividade que está ameaçada pela chuva.

Nesta segunda, a governadora em exercício, Rose Modesto, vai visitar três municípios em situação de emergência: Aquidauana, Anastácio e Dois Irmãos do Buriti.

Últimas de _legado_Brasil