Por bferreira

Brasília - O Ministério da Educação divulgou ontem o primeiro balanço das inscrições no Programa Universidade para Todos, o ProUni, responsável pela concessão de 203.602 bolsas de estudo em 30.931 cursos de faculdades particulares no país. De acordo com o ministro Aloisio Mercadante, 559 mil pessoas se inscreveram até as 17h de ontem.

Ministério da Educação garante que sistema do ProUni não falhará até o última dia das inscrições Divulgação

As inscrições vão até as 23h59 de sexta-feira. A primeira chamada dos aprovados será segunda-feira. O ProUni está aberto para todos os estudantes que cursaram o Ensino Médio em escolas públicas e que fizeram pelo menos 450 pontos no Enem, mas sem zerar a redação.

Para disputar a bolsa de estudos integral, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Para a bolsa parcial de 50% do valor da mensalidade, a renda deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Ao fazer o balanço do primeiro dia de inscrições do ProUni, Mercadante disse que o sistema está funcionando bem. “Nós temos tecnologia, nós temos história, nós temos competência. Ninguém vai ficar sem se inscrever por falha no sistema”, garantiu Mercadante.

O ministro também avaliou os resultados do Sisu. Este ano, a concorrência geral do Sistema de Seleção Unificada foi de 23,1 candidatos por vaga, um pouco menor do que em 2015, de 26,4. Segundo Mercadante, esta é a tendência, porque o número vagas oferecido em 2016 foi 10% maior do que no ano passado.

Ao todo, 2.712.937 candidatos se inscreveram para 228.071 vagas em 131 instituições. No ano passado. foram 2.791.334 inscritos.

UFRJ tem a maior nota de corte do Sisu

O curso de Medicina da UFRJ teve a maior nota de corte do país de todo o Sistema de Seleção Unificada, o Sisu: 824,74 pontos.

Significa que todos os aprovados para Medicina na UFRJ tiverem desempenho no Enem igual ou superior à nota de corte. A nota mínima de quem entrou por cotas na Medicina da federal do Rio também ficou elevada: 801,19 pontos.

O Ministério da Educação informou ontem que, das dez maiores notas de corte do Sisu, sete foram obtidas em cursos de Medicina. As outras três foram de Engenharia Química, Ciências Econômicas e Engenharia de Computação.

O Sisu é o sistema de acesso às universidades públicas. Na segunda-feira, o MEC divulgou a lista dos 228 mil aprovados na primeira edição do Sistema de Seleção Unificada.

Quem pode ganhar as bolsas

Todo estudante sem diploma de curso superior que realizou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na edição de 2015;

Todo estudante que cursou o Ensino Médio em escola pública ou que recebeu bolsa integral em colégio particular;

Os candidatos devem ter obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas do Enem 2015;

Os concorrentes não podem ter tirado zero na prova de Redação do Enem;

Para receber a bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

Para a bolsa parcial de 50% do valor da mensalidade, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Você pode gostar