Por felipe.martins

Rio - Centenas de aposentados das mais diversas categorias fecharam o trânsito ontem, na avenida mais importante de São Paulo, a Paulista. Eles protestaram contra as regras previdenciárias do governo federal. Com o lema ‘Um Carnaval de Protesto’, os idosos levaram macas e ambulâncias para a avenida, dividiram a manifestação em oito alas e até criaram uma Escola de Samba — a Unidos dos Aposentados.

Aposentados fecham Paulista e combatem política previdenciáriaDivulgação

“Este é um Carnaval de protesto porque nós já sambamos 35 anos para aposentar e depois que nos aposentamos temos que continuar sambando para sobreviver às políticas de arrocho do governo”, criticou Carlos Ortiz, presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados Pensionistas e Idosos da Força Sindical. “Estamos aqui demonstrando toda a nossa insatisfação”, completou.

BLOCO VAI A BRASÍLIA

De acordo com o sindicalista, a pauta dos aposentados foi entregue há meses para o governo. “Em fevereiro, estaremos na Câmara mostrando toda a nossa insatisfação. Temos uma vida inteira de sofrimento e não podemos continuar sendo tratados como se não existíssemos ou como se a culpa de tudo no país fosse da aposentadoria”, afirmou Ortiz. De acordo com a organização, cerca de 1,2 mil pessoas participaram da manifestação. A Polícia Militar de SP não informou o número de participantes.

Você pode gostar