Dilma diz que Lula sofre insinuações

Segundo ela, não há provas de que Lula seria o proprietário do apartamento do Guarujá, investigado pela Polícia Federal

Por O Dia

Rio - A presidente Dilma Rousseff classificou nesta quarta-feira de “insinuação” a avaliação de que Operação Triplo X, nova fase da Lava Jato, está se aproximando do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em entrevista na cidade de Quito, capital do Equador, onde participou da 4ª Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), a presidente voltou a questionar o vazamento de informações da investigação e disse que não responderia a perguntas que ligassem Lula ao esquema de corrupção na Petrobras. 

“Eu me recuso a responder a pergunta desse tipo. Me recuso porque se levantam acusações, se levantam insinuações”, disse a presidente. Segundo ela, não há provas de que Lula seria o proprietário do apartamento do Guarujá, investigado pela Polícia Federal. “Ao contrário do mundo medieval, o ônus da prova é de quem acusa”, ponderou Dilma.

IRRITAÇÃO SOBRE O FMI

Perguntada se a investigação de corrupção na Petrobras pode prejudicar a economia brasileira, Dilma respondeu que essa é a avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI), não a do governo. “O FMI acha. Eu acho que vocês devem perguntar ao FMI”, disse. Semana passada, a presidente disse ter ficado “estarrecida” com as pessimistas previsões do órgão sobre o país.

Últimas de _legado_Brasil