Por tamyres.matos
Negociados junto aos professores pela Secretaria de Educação, aprovados pela Secretaria de Planejamento e agora assinados pelo governador Sérgio Cabral. Nesta segunda-feira, o Executivo enviou à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) os quatro projetos de lei que garantem reajuste de 7%, a partir do mês de junho, na remuneração de professores, trabalhadores do Degase (Departamento Geral de Ações Sócio-Educativas) e da Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), e reestruturação do plano de carreira dos servidores da Fundação Cecierj.
De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão, Sérgio Ruy Barbosa, “o aumento de 7% e o plano para a Fundação Cecierj vão representar uma despesa de R$ 214,2 milhões em 2013”. Ao todo serão beneficiadas 172.779 pessoas, das quais 90.658 ativos, 76.348 aposentados e 5.773 pensionistas.
Publicidade
Além do reajuste, também serão criadas na Secretaria de Educação 250 funções gratificadas de Agentes de Acompanhamento da Gestão Escolar e 3.627 funções gratificadas de Assistente Operacional Escolar, com jornada de 40 horas semanais.