Por bferreira

Rio - Antes de começar um empreendimento, o casal deve avaliar o impacto do trabalho para a relação e para as finanças. Em alguns casos, pode ser importante que uma das pessoas continue no emprego atual para assegurar a estabilidade financeira da família. No entanto, alguns tipos de negócio podem exigir de ambos a dedicação exclusiva. Por isso, essa questão deve ser analisada com cuidado. Abaixo, saiba mais.

Por Cezar Vasquez

PERGUNTA E RESPOSTA

“Eu e meu marido vamos abrir um negócio juntos, mas tenho medo de pedir demissão do meu emprego atual e a situação ficar apertada. É melhor continuar no emprego por enquanto ou devo me dedicar somente ao negócio?”

Regina, Niterói

Prezada Regina, para lhe sugerir o melhor caminho a seguir, é necessário fazer uma ampla avaliação do perfil de vocês, características e planos de cada um. Trata-se de algo muito particular. Para alguns casais, pode ser interessante trabalhar e começar um negócio juntos. Para outros, essa fórmula pode não dar certo e pode ser necessário que uma das pessoas tenha uma atividade mais estável, enquanto outra investe no negócio, que naturalmente tem sempre um componente de risco. Tudo isso depende das expectativas de cada um.

O Sebrae/RJ não costuma fazer aconselhamento financeiro em âmbito familiar, mas há profissionais no mercado que podem lhe ajudar com isso. De qualquer forma, independentemente da sua escolha, é importante lembrar que montar um negócio exige tempo — tanto no planejamento quanto na gestão. Logo, a decisão de se dedicar integralmente ao negócio ou dividir parte do tempo entre trabalho e empresa deve levar isso em consideração.

Qualquer que seja a sua decisão, lembre-se de que é necessário planejar antecipadamente o negócio, para aumentar suas chances de sucesso. Acesse, em nosso site, informações sobre o plano de negócios, ferramenta importante nesse processo ( http://migre.me/a40So). A capacitação também ajuda na gestão do empreendimento. Temos cursos on line e presenciais. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Relacionamento: 0800-570-0800. Boa sorte!

Cezar Vasquez é superintendente do Sebrae-RJ. Amanhã, Sucesso nas Compras

Você pode gostar