Por tamyres.matos

Rio - Existe diferença entre competitividade e competição no ambiente de trabalho? No caso da competição, há adversários que precisam ser superados. Muitas empresas incentivam esse tipo de comportamento nos funcionários, mas no longo prazo, a competição é predatória para a própria empresa, por destruir resultados em equipe e os valores éticos. Abaixo, confira como ser competitivo, mas sem ser um competidor.

Por Janaina Ferreira

PERGUNTA E RESPOSTA

Tenho um novo colega competitivo trabalhando comigo e tenho receio de ele tomar o meu lugar. O que posso fazer para ‘anular’ esta ameaça?
>Edison, Flamengo

Oi, Edison! É preciso entender primeiro a diferença entre competição e competitividade no ambiente de trabalho. Competição significa concorrência com outros funcionários para obter os melhores resultados para si. O profissional que compete quer “eliminar” os outros para chegar primeiro.

Por outro lado, a competitividade está relacionada à qualificação ou às habilidades que o profissional busca desenvolver continuamente para alcançar resultados melhores na sua área de atuação.

Porém, o que faz mais sentido: competir ou “anular” o colega de trabalho? Cada membro do time está ali para contribuir com a sua parcela de resultado, portanto, se o funcionário for “anulado”, sua contribuição individual também será eliminada, ou pelo menos reduzida.

Todos ganham em um processo cooperativo porque o volume de informações no dia-a-dia aumentou e é impossível ser eficaz sozinho. Quem é competitivo busca alcançar melhores resultados por meio do trabalho em equipe. A partir dessa compreensão, percebemos que o comportamento competitivo é saudável tanto para sua carreira quanto para a empresa.

Se você descobrir que está pouco competitivo, se sentindo ameaçado e quiser melhorar, olhe para o lado com a intenção de descobrir as habilidades que você pode desenvolver para ser um profissional melhor. É isso que irá prepará-lo para crescer na carreira. Pedir apoio ao setor de Recursos Humanos e ao seu chefe para planejar sua carreira. Além de demonstrar interesse, isso também vai ajudá-lo. Boa sorte e até a próxima semana!

Janaina Ferreira é professora do Ibmec-RJ

Você pode gostar