'Minha Casa': Beneficiários têm crédito para móveis e eletrodomésticos

Famílias poderão financiar até R$ 5 mil em até 48 meses

Por O Dia

A linha especial de crédito que financiará a compra de móveis e eletrodomésticos pelos beneficiários do Minha Casa, Minha Vida custará R$ 8 bilhões, informou há pouco o Tesouro Nacional. Em nota, o órgão relatou que este é o valor que constará na medida provisória que lançará o benefício.

No Minha Casa Melhor, as famílias poderão financiar até R$ 5 mil na compra de móveis e eletrodomésticos, com taxa de juros de 5% ao ano e prazo de pagamento até 48 meses. Haverá desconto de 5% na nota fiscal sobre os preços à vista. As prestações poderão ser pagas por meio de boleto bancário ou débito em conta. O programa deverá beneficiar 3,7 milhões de famílias.

“O financiamento Minha Casa Melhor é suportado pelo instrumento híbrido de R$ 8 bilhões definido por medida provisória. O custo financeiro disso é dado pela diferença entre a taxa de juros de longo prazo (TJLP) e das taxas de juros de mercado”, diz o texto. O Tesouro não esclareceu se o aporte para os bancos que vão operar a linha de crédito será feito de uma só vez ou se o dinheiro será repassado aos poucos.

Mais cedo, o Ministério das Cidades tinha divulgado que a linha de crédito custaria R$ 18,7 bilhões. Durante a cerimônia de lançamento da linha de crédito, o valor originalmente anunciado tinha sido R$ 17 bilhões.

Últimas de _legado_Economia