Gilberto Braga: Aumento das passagens

Povo sabiamente tem dito: o movimento é por mais do que somente o aumento de R$ 0,20 no preço da passagem

Por O Dia

Rio - Há razões econômicas que justificam o aumento da tarifa de ônibus, como a implantação do Bilhete Único, renovação da frota e o aumento do número de veículos com ar condicionado, entre outros. Houve alta de custos e da inflação, o que, em condições normais, justificariam os 20 centavos a mais na tarifa.

Entretanto, a indignação da população com uma série de percepções de erros e desmandos em relação à gestão pública levaram aos protestos. São eles: o exagero nos gastos das obras da Copa do Mundo e das Olimpíadas, o aumento assustador do custo de vida, os indícios recorrentes de desvio de verbas públicas, o mal funcionamento dos serviços de Saúde e Educação, entre outros itens de uma longa lista de motivos vistos nos cartazes das manifestações das ruas. Por isso, como o povo sabiamente tem dito, o movimento é por mais do que somente o aumento de R$ 0,20 no preço da passagem.

Como você sabe, os aumentos dos transportes foram revogados no Rio e São Paulo, e as tarifas de ônibus, barcas e metrô voltam aos valores anteriores. Para isso, as prefeituras farão cortes no orçamento e reduzirão investimentos.

A decisão representa uma vitória política de um movimento de mobilização popular e do exercício da cidadania. A grande dúvida que fica no ar é se agora a mobilização da massa vai arrefecer com o êxito nessa batalha ou se o exército da cidadania vai continuar em marcha até vencer a guerra da moralidade.

Últimas de _legado_Economia